sábado, 15 de outubro de 2016

Se essa rua fosse minha...

    Mas, o que é a rua? A rua ouve, enxerga, respira, é praticamente um ser vivente, pois, através dos séculos, ela presencia manifestações, shows, brigas, amores, queda de governante, troca de governo, enfim, ela participa da história. Como dizia João do Rio, em a alma encantadora das ruas: "Ora, a rua é mais do que isso, a rua é um fator da vida das cidades, a rua tem alma!."
    Ainda segundo João do Rio, "as ruas são perecíveis como os homens". Sim, as ruas também envelhecem, transformam-se e em alguns casos morrem.
    As ruas têm seus próprios nomes, suas identidades, Campo Grande, Olinda Ellis, Amaral Costa, Coronel Agostinho, Viúva Dantas, Engenheiro Trindade...cada uma leva um nome de uma pessoa importante, comerciante, empreendedor, prefeito, músico ou de outras "categorias", como lugares e animais. Porém, pouca gente lembra de como chamá-las, prefere usar um ponto de referência, porque o nome pouca gente sabe. "aquela rua que tem um mercado x", ou "o cartório fica na rua da padaria y" e assim vão outras situações em que o nome da rua não é tão importante.
    Mas elas estão sempre lá, pulsando junto à população, vendo o vai-e-vem dos automóveis, as construções sendo erguidas...passamos por elas e não percebemos sua importância, sua relevância ligada às nossas vidas.
    Em algumas situações tornam-se até curiosas. É o caso do quarteirão Enriqueta, na estrada do Tingui, no bairro de Campo Grande. Todas as ruas dessa localidade possuem nomes de pássaros: Rua Canário, Rua Águia, Rua Falcão, Rua Cotovia, Rua Asa Branca, Rua Macuco e Rua Ave Maria. Ave Maria? Será que a pessoa responsável pelos nomes achou que se tratava de um pássaro e não de uma saudação cristã. Ou confundiu Ave Maria com ave-fria, que se trata realmente de um pássaro. Ou existe pássaro com nome de ave maria e eu não sei? Garanto que pesquisei e não achei. Os católicos acreditam que não é coincidência, e sim providência divina. O certo é que se trata de mais um caso curioso envolvendo nomes de ruas.
    Enfim, a rua é onde ocorre a expressão dos sentimentos e fatos de todo um bairro, ou uma cidade. Dar vida à uma rua é mais do que uma personificação, é constatar que a rua é o homem, e o homem é a rua.

4 comentários:

  1. Texto perfeito carregado com a alma e a poesia das ruas. Parabéns pela postagem!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo elogio, meu querido amigo. Visite sempre. A casa é sua.

    ResponderExcluir
  3. Puro lirismo. Envolvente e intrigante texto. causando-nos curiosidade de pesquisa. Parabéns, magnífico Carlos Eduardo de Souza, grande professor, grande historiador, grande artista e grande amigo.

    ResponderExcluir
  4. Oh,meu querido. Você não sabe a satisfação que é receber um elogio de um artista completo como você. Não escrevo tão bem como você, mas estou tentando. Fique com Deus e visite sempre o blog.

    ResponderExcluir