domingo, 10 de julho de 2016

Do "profano" ao sagrado: o fim do Cine Palácio

    Inaugurado em 1962, o Cine Palácio Campo Grande, que fechou suas atividades em 1990, significou durante esse período uma grande opção de lazer para a população do bairro  e adjacências. Localizado na Rua Augusto Vasconcelos, próximo ao calçadão e à estação ferroviária, o cinema ficava em um ponto geográfico estratégico no bairro, contribuindo para o acesso da população de áreas vizinhas, como Cosmos, Inhoaíba, Santíssimo, entre outras.
    Durante décadas, o cinema, que foi considerado o maior do Rio, exibiu muitos filmes de variados gêneros, como os dos Trapalhões e Uma Linda Mulher, último filme exibido no Cine.
    Tombado como patrimônio cultural do município, o prédio manteve a sua forma, mas mudou sua função, passando a funcionar como Igreja Universal do Reino de Deus, após o fechamento do cinema. Essa foi uma tendência no Rio de Janeiro a partir das décadas de 1980 e 1990: o fim de muitos cinemas de rua, dando espaço para os cinemas localizados nos shoppings-centers.

Nenhum comentário:

Postar um comentário